Notícias
BENTÃO É VENCIDO PELO SANTOS E ENCERRA SUA MELHOR PARTICIPAÇÃO NO SÉCULO NO PAULISTÃO
17/04/2016

O destaque da partida ficou por conta da torcida beneditina.

Foto: Jesus Vicente | EC São Bento

Não deu para o São Bento. Jogando na noite de sábado (16) na Vila Belmiro, a equipe de Sorocaba sucumbiu ao forte time santista e, assim, finalizou sua passagem pelo Campeonato Paulista de 2016. A campanha foi a melhor do clube neste século. O destaque da partida ficou por conta da grande festa da torcida são-bentista em plena Vila Belmiro.

O JOGO

Sentindo a pressão do jogo na casa do adversário e a força do ataque do Santos, o Bentão iniciou a partida cauteloso, apostando em contra-ataques pelo lado direito com Rossi e Régis. Os primeiros minutos foram todos santistas: Victor Ferraz, em cruzamento, e Gabriel deram trabalho à zaga azul-celeste. A velocidade do Peixe envolvia o setor defensivo do Azulão, que resistia como podia às investidas. Ricardo Oliveira, de primeira, quase abriu o marcador aos quatro minutos.

A pressão surtiu efeito aos oito: após boa tabela pela direita, Vitor Bueno avançou pela área e emendou um belo chute no ângulo de Henal. 1 a 0 para os mandantes.

A primeira chegada do Bentão veio aos 11, em cruzamento de Régis. A zaga alvinegra afastou o perigo para escanteio. Marcelo Cordeiro também tentou cruzamento pela esquerda, para Rossi, mas o atacante não conseguiu desviar de cabeça.

Vendo a equipe de Sorocaba tentar equilibrar as ações, o Santos voltou ao ataque, desta vez com Ricardo Oliveira. O atacante cruzou para Gabriel, que finalizou mal, para cima do gol. Por outro lado, Rossi continuava tentando criar jogadas de ataque pela direita do ataque beneditino, sem sucesso.

A melhor chance do Bentão no primeiro tempo veio aos 33, em cabeceada de João Paulo. Clébson também tentou, em chute de fora da área, mas a bola foi para fora.

Henal salvou o Bentão em seguida, após boa jogada de Ricardo Oliveira. O camisa 9 santista tocou para Gabriel, mas o arqueiro alvi-celeste abafou a jogada. O Santos voltou a se animar com a partida e chegou com perigo, novamente com Victor Ferraz, pela direita, Ricardo Oliveira, de cabeça, e Renato, na entrada da área. E, de tanto insistir, veio o gol: Ricardo Oliveira cruzou pela esquerda e encontrou Vitor Bueno, no carrinho, para empurrar às redes.

O Bentão voltou diferente para a segunda etapa. Apostando na velocidade, o técnico Paulo Roberto Santos promoveu a entrada de Diego Clementino no lugar de Éder.

Com mais liberdade, Régis chegou com perigo aos oito minutos e arriscou o cruzamento. A bola caprichosamente bateu no travessão e voltou à área de Vanderlei, mas não encontrou nenhum são-bentista para finalizar. Clébson, novamente, arriscou chute de longe, mas a bola foi para fora. Depois da jogada, o meio-campista deu lugar a Éverton Sena.

Régis, novamente, chegou com perigo pela direita, mas o chute acabou encontrando a rede pelo lado de fora, enganando a torcida presente na Vila Belmiro. A resposta do Santos veio com Vitor Bueno, em chute arriscado de fora da área.

Rossi também teve a sua chance pela direita, mas Vanderlei defendeu o bom chute beneditino. Entrando no lugar de Édno, Anderson Cavalo também participou de boas jogadas ofensivas. A melhor delas veio aos 24: o jogador ganhou da zaga, driblou o goleiro alvinegro, mas a bola bateu na trave.

O Bentão não desistia, apesar do placar adverso e o avançar do tempo. Sobrou até para o volante Fabio Bahia arriscar jogadas de ataque. Éverton Sena também tentou o dele, pela direita, mas o chute cruzado saiu por pouco para fora. Minutos depois, o meio-campista dominou na entrada da área e soltou o pé, mas a bola passou por cima do travessão. O gol são-bentista insistia em não sair!

Diego Clementino teve a sua chance aos 38, mas Vanderlei fez boa intervenção. Rossi tentou pela última vez pela direita, mas a bola saiu à esquerda de Vanderlei.

E foi só. Apesar da insistência em todo o segundo tempo, e do equilíbrio nas ações na segunda metade do jogo, o Bentão caiu para o Santos. Resultado final: 2 a 0 na Vila.

O destaque da partida ficou por conta da torcida beneditina. Lotando o setor dos visitantes, os mais de 800 são-bentistas presentes não pararam de cantar durante toda a partida, mesmo com o resultado adverso no placar. Em muitos momentos, os cantos dos visitantes suplantaram os da torcida da casa, recebendo elogios pelos veículos de comunicação de Sorocaba, da baixada e da Capital, presentes no espetáculo. Após o término da partida, e a eliminação do clube, os azuis continuavam com seus cânticos e a festa. Um desavisado que chegasse à Vila naquele momento poderia dizer que era o São Bento o semifinalista da competição, tamanha festa nas arquibancadas da já vazia Vila Belmiro. Parabéns, torcida!

Apesar da derrota no sábado (16), o Bentão garantiu uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2017. Isto porque o Red Bull Brasil, concorrente do São Bento, acabou perdendo para o Corinthians. Como fez campanha melhor na primeira fase, o São Bento terminou acima do Toro Loko na classificação final.

Fonte: Assessoria de Imprensa EC São Bento


Outras Notícias
17/12/2018 | Goleiro Mateus Pasinato e volante Paulinho são anunciados pelo São Bento
14/12/2018 | Diego Ivo fecha contrato com o São Bento
13/12/2018 | São Bento anuncia contratação de goleiro Renan e lateral Guilherme Romão
10/12/2018 | São Bento apresenta mais três reforços para a temporada 2019
05/12/2018 | São Bento sobe 17 posições no ranking nacional de clubes
03/12/2018 | São Bento contrata atacante Mazola para temporada de 2019
28/11/2018 | Fábio Bahia renova contrato com o São Bento
26/11/2018 | Marcelo Cordeiro permanece no elenco em 2019
26/11/2018 | Esporte Clube São Bento renova contrato com goleiro Henal para a temporada 2019
24/11/2018 | Brasileiro Série B | São Bento X Vila Nova